Irritando.

20:45



Barulho quando quero dormir. | Luz acesa quando quero dormir. | Que o mundo exista, quando quero dormir. | Insônia. | Ser avaliada. | Que devolvam algo que emprestei em outro estado que não aquele que a coisa tinha ao ser emprestada. | Que perguntem porque não escrevo na linha. | Que fiquem atrás de mim no computador. | Que fiquem pescoçando quando leio uma revista ou livro. | Que toquem nos meus pés. | Que toquem nos meus cabelos. | Que falem pegando em mim. | Bebida muito doce. | Comidas de São João. | Comidas doces e salgadas misturadas. | Comidas com milho. | Andar de avião. | Unhas dos pés pintadas de cor escura. | Pessoas forçadas. | Pessoas que não sabem escrever e falar e corrigem quem fala e escreve errado. | Quem tem preconceito. | Quem se arruma demais. | Quem usa maquiagem demais. | Paula Fernandes. | Quem critica alguma coisa sem nunca ter lido/visto/assistido àquilo. | Que duvidem daquilo que digo com convicção e certeza. | Arnaldo Jabor. | Que me deixem explicar uma coisa durante um tempo enorme e no final digam não ter entendido nada e peçam para explicar de novo. | Quem eu não tenho intimidade e me visita sem avisar. | Visita em geral que não avisa que vem visitar. | Falar ao telefone. | Telefone. | Natal. | Reveillon. | Conversa séria de manhã cedo. | Redes sociais. | As informações irrelevantes das redes sociais. | Pessoas que constroem uma vitrine nas redes sociais - e saiu dali, é só o oco, manequim. | Quem valoriza o parecer e despreza o ser. | A moda Clarice e Caio que não acaba nunca. | Que façam a piada do mudo - nossa, como você fala demais, não aguento ouvir sua voz - diante de uma pessoa calada. | Que falem demais. | Que me perguntem porque escolhi a profissão que escolhi. | Esquecer o que ia falar. | Que me digam o que eu deveria fazer. | Que me peçam para fazer algo e fiquem analisando todos os passos. | Macarronada sem queijo ralado. | Acarajé frio. | Uva passa.| Que comentem no blog sem ler o texto. | Maria Gadú. | Homens de abadá, bermuda, pochete e óculos escuro na cabeça/pescoço. | Quem acha bonito ficar bêbado. | Quem não está bêbado e paga de bêbado só pra ter uma espécie de justificativa para fazer merda. | Quem bebe para fazer merda. | Micareta. | Carnaval. | Cigarro. | Homens que ligam o som do carro no volume máximo enquanto tomam cerveja no posto de gasolina e chamam as piriguetes para dançar ao redor. | Piriguetes. | Quem pensa que meu ouvido é penico. | Quem é feliz demais. | Quem é animado demais. | Quem é triste demais. | Quem é fútil demais. | Quem é inteligente demais. | Quem reclama do meu problema com gente - beijos. | Quem reclama que eu acho tudo normal demais. | Que falem mal dos meus amigos. | Que julguem. | Quem me conhece depois de conhecer o blog e acha que eu devia ser uma pessoa lírica, fofa, meiga e doce. | Que me perguntem: e aí? O que conta de bom? ou E as novidades? | Meu joelho esquerdo. | Quem me chama pra ver filme e prefere a opção dublado. | Filme dublado. | Que não entendam porque gosto de ver filme nacional com legenda. | Que insistam em tirar fotos quando não quero tirar fotos. | Zeca Camargo, Hebe Camargo, Wanessa Camargo. | Hipocrisia. | Chegar atrasada. | O momento de ir embora de um lugar muito cheio. | Quem ama uma música brega na voz de cantores que não são bregas, mas que quando descobrem que é brega, desprezam. | Crise de enxaqueca. | Doente conversando com outro doente disputando para ver quem está mais doente. | Comida sem cebola. | Não conseguir escrever. | Shopping. | Ver alguém jogando lixo na rua. | Sentar na cadeira da frente, no cinema. | Que puxem conversa comigo no ônibus. | Vendedores da Americanas, Riachuelo e derivados perguntando se não quero fazer o meu cartão. | Perder a tampa da caneta. | Caneta preta. | Ter que depender de alguém para qualquer coisa. | Ir ao banco. | Encontrar pessoas que há muito não se vê e ter que encenar o eterno - vamos marcar? Vamos mesmo. Precisamos. - que nunca dá em nada. | Semi-conhecidos. | As risadas virtuais hehehe e rs. | Que não prestem atenção quando estou falando. | Que me interrompam quando estou falando. | Quem mede a dor alheia e acha que está sofrendo mais. | Que entrem no meu quarto sem bater na porta. | Quem discorda de tudo só para discordar de tudo. | Pisar em chiclete. | Escovar os dentes para dormir, sentir fome, comer, sentir sono e ter que escovar os dentes de novo. | Jô Soares. | Quem acha que ver novela é brega, mas assiste a seriados. | Quem acha ruim que todos tenham acesso à internet e às redes sociais [grandes merda]. | Quem diz que sente saudades mas não move uma palha para mudar a situação. | Pessoas falsas. | Que fucem minhas coisas. | Que resolvam me falar uma coisa e depois digam: nada não, deixa pra lá. | Que descubram que tenho um blog. | Não achar o prendedor de cabelo. | Perder um lado do par de brincos. | Caio Castro. | Poesia que rima. | As redes de TV brasileiras. | Quem gostava do Menudos e critica o Restart. | Quem mastiga de boca aberta. | Telemarketing. | Falta de respeito. | Galvão Bueno. | Cólicas menstruais. | Pessoas grudentas demais. | Atendentes de repartições públicas. | Boates. | Que me acordem. | Pernilongo. | Tempo frio demais. | Animais domésticos. | Levar a culpa por algo que não fiz. | Tosse. | Perguntas pessoais demais. | Quem faz drama com o horário de verão. | Quem faz drama, com qualquer coisa. | Quem concorda com tudo. | Quem discorda de tudo. | Crianças que agem/ se vestem como adultos. | Dor nas costas. | Dor no joelho. | Qualquer dor física. | Tormentos musicais [aquelas músicas toscas que grudam na mente]. | A mulher do Avast falando das definições de vírus. | Fãs póstumos [tipo a moçada que começou a amar Amy Winehouse/ Steve Jobs por esses dias].  | Quem me imita. | Quem tem mais de 20 anos, lê Crepúsculo e ama. | Quem reclama de tudo. | Quem reclama de gente que reclama de tudo. [Minha lista é pra reclamar, não me insira aí - HAHA]. | Esmalte descascando. | A sensação de ter esquecido alguma coisa e depois descobrir que de fato esqueci alguma coisa. | Miguxês. | Quem insere espaço entre as palavras e as pontuações. | Quem se acha superior. | Rixas entre fãs de Guns e Nirvana. | Quem não sabe ouvir. | Blogs de moda feitos por gente que não sabe nada de moda. | Blogs piscantes, com música, anúncios, frufrus, fotografias, buzinas, faixas e promoções. | Que me chamem de blogueira. | Slides no powerpoint com mensagens de autores famosos que nunca escreveram nada daquilo, por e-mail. | Domingos. | Quem faz dieta sem precisar fazer dieta. | Que me digam que eu estou magra. | Pessoas espaçosas. | Estudantes de Medicina que acham que são/serão o Dr. House. | Estudantes de Direito que se acham juízes. | Estudantes de Jornalismo que fazem um blog e acham que sabem escrever apenas por fazer Jornalismo. | Sentir fome. | Casais que brigam em público. | Quem não tem tempo para nada. | Quem acha que é status não ter tempo para nada. | Qualquer um que por ter nível superior acha que sabe mais que os outros. | Generalizações. | Pessoas insistentes. | Regina Duarte. | Pessoas que me elogiam demais. | Que não tenham senso de humor. | Que me subestimem. | Cerveja em copo de plástico. | Repertório de artistas que tocam em barzinho. | Quem não larga o celular. | Quem não fala palavrão. | Que o controle remoto não esteja ao meu lado quando estou deitada e quero mudar de canal. | Que assistam TV zapeando como se não houvesse amanhã. | Embalagens que façam barulho quando não quero chamar a atenção. | Religião. | Quem acredita em tudo o que a mídia diz e não aceita correções. | Cults que só leram a wikipédia. | Multidões. | Falta de educação. | Discussões polêmicas: aborto, política, pena de morte, meio ambiente, união homoafetiva, melhor time, melhor marca de catchup. | Flamengo. | Torcedores do Flamengo. | As doutrinas majoritária e minoritária no âmbito jurídico. | Trotes em universidades. | O clima instável da minha cidade. | Que levem tudo a sério. | Números ímpares. | Carro estacionado na calçada, me fazendo andar no meio da rua movimentada. | Que digam: na minha época não era assim. | Neymar. | Pessoas com carência afetiva. | Cu doce. | Joguinhos para conquistar alguém. | O fato de estar na moda ser nerd e todo mundo achar que é, principalmente se rolar uma blusa xadrez e um par de óculos com aro colorido. | Guetos propositais. | Encontrar pedaços de osso do frango em qualquer coisa recheada de frango. | Times New Roman. | Que não justifiquem o texto ao formatá-lo. | Letra branca em fundo preto. | Os que acreditam piamente em astrologia. | Que me chamem de querida, amiga, flor, meu bem. | Aeroportos. | Maconheiros pseudohippies. | Jornalistas que acham que podem e sabem falar sobre todos os assuntos. | Pessoas indecisas. | Quem não é nordestino e imita o sotaque nordestino [principalmente no cinema, TV]. | Quem exalta os demais países e menospreza o Brasil. | Indiretas. | Dentistas. | Quem canta errado, em inglês. | Comprar uma coisa e depois passar em frente à loja e ver que o mesmo produto está pela metade do preço. | Esperar. | Luana Piovani. | Quem fica mordendo o canudo quando acaba a bebida. | Quem acha que ser popular é sinônimo do que não presta. | Quem faz esforço para não ser amado e querido por muita gente para manter a pose de alternativo, inalcançável. | Quem acha que me conhece. | Quem traça minha personalidade com base no que lê, vê e escuta, mas nunca conversou comigo. | Quem acha que me irrito fácil. Magina! Logo eu?

_______________________

Escrito após ler as irritações de Romova e ver as minhas saltarem daqui, para fazer par.

You Might Also Like

33 comentários

  1. Oi Flor, o que conta de bom? E as novidades??? Hahahaha (brincadeira) ;)

    Gostei muito do texto. Deu pra sentir a irritação saltando de cada palavra.
    E compreendo muito bem o sentimento. Vendedores das lojas americanas oferecendo cartão é profundo teste de paciência!

    Mas confesso que eu sou viciada em algumas séries, e odeio novela!
    Também sou dramática ao extremo, inclusive com o horário de verão...
    Mas não me odeie, gosto muito de ti! rsrs.
    Como sempre ótimo texto!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Um flamenguista indignado com o que leu. kkkkkkk. Mentira.

    Um amigo que, mais uma vez, sai agraciado com um texto seu. Mesmo que seja de outra linha, mesmo que tenha outro propósito, você passou a dose certa, e ficou na linha entre o humor e a irritação.
    Fantástico! Regina Duarte, Arnaldo Jabor, jornalistas que se acham deuses, brasileiros que colocam outros países à frente do nosso... me vi dizendo várias coisas que você disse. E me senti ferido em outras. kkkkkkkkkkk

    Beijão, sua linda.

    ResponderExcluir
  3. Ah, Jaya, te lendo descobri em mim uma porção de irritações. Como me irrita os shoppings, as boates, os preconceituosos [e, pior: os que fingem não serem preconceituosos pra fazer pose: hipócritas], os cuts, os "fazedores" de cartão de crédito, os que imitam nordestinos [e, pior: os que fazem piadas desfocadas sobre cearenses. Porque eu sou. HAHA], os que falam mal dos meus amigos, os efusivos. E tantas outras coisas que tu citou aqui.

    Tuas palavras me fazem muito feito. Aprendo com elas [ou contigo?].

    ResponderExcluir
  4. me parece que, apesar de tudo, sobra muita coisa boa.

    beijo, menina!

    ResponderExcluir
  5. Adorei a ideia. Ficou muito legal o post.

    ResponderExcluir
  6. Essa mistura toda... (me diverti tanto lendo), é a vida!


    Bjkas

    ResponderExcluir
  7. Me irritei. Por que o mundo precisa ser tão irritante? Ou sou eu que sou tão rabugenta e ranzinza quanto dizem? heh

    ResponderExcluir
  8. hahahahahahah me vi em mais da metade das suas irritações. O "Times New Roman" foi a melhor!

    A propósito, minha irritação foi inspirada em Miss Demoiselle...

    Irritação é literariamente contagiante.

    ResponderExcluir
  9. Ai, me odeia não, vai...

    [preciso confessar que esperei, com a fé de um aiatolá, o momento no qual a palavra "Corinthians" apareceria, mas esqueci que eram os "seus irritos", e não os meus... rsrsrsrs]

    Beijaya!!!

    ResponderExcluir
  10. Só eu sei o quanto me segurei pra não comentar. HAHA. Té parece, néamn?

    Me irrito com quase tudo que está aí e mais algumas coisas. OMG! Nem sabia. Que coisa...

    Eu ADOREI o 'Irritanto Jaya Magalhães.' E sim, tu é quase uma Fernanda Young. Ou melhor, somos. HAHAHA.

    Um beijo, Jaya.
    :*

    ResponderExcluir
  11. Flamenguista aqui... BEIJOS/
    SHIAUHSIUA

    Pode deixar, continuo gostando de você, moça. HAHA

    ResponderExcluir
  12. Nossa Jaya, achei você milhões de vezes mais interessante depois de ler esse post de hoje. Concordei em várias irritações, discordei em algumas poucas outras.. mas acho que o mais interessante é isso, é expor sua opinião num mundo que segue tantos padrões sem medo de ser tachada de louca, como geralmente acontece com qualquer um que saia um pouco do comum.

    Não tinha tido a oportunidade ainda, mas obrigada pelo seu comentário super gentil no meu blog, foi um honra ter sua visita por lá. Beijos, Bia.

    ResponderExcluir
  13. kkkkkkkkkkkkkkkkkk eu te odeio, sabia? Essa tua mania de escrever bem as verdades que combinam comigo me irrita, viu?

    kkkkkkk brincadeira!
    Adorei a ideia e vou tentar fazer algo assim. xD
    Beijo!

    ResponderExcluir
  14. Hahaha
    Muito bom.
    Me identifiquei em vários pontos ;)
    hehehe me irrita tb! Soa falso.
    rs Eu não gostava, mas hj em dia encaro!
    Regina Duarte me irrita profundamente!
    A lista de coisas que batem é enorme...
    Beijos, Jaya!

    ResponderExcluir
  15. Querida irmã blogueira ,

    eu , seu irmão , maconheiro pseudohippie, vi que já faço altas coisas dessa lista. Daí pensei, vou imprimir e treinar pra poder fazer todas! HOHOHOHOHOHOH

    Tava pensando em outra coisa aqui, mas deixa pra lá!

    =*

    ResponderExcluir
  16. Tem umas coisinhas aí que eu te irritaria, tipo o hehehehe. Hahahaha.
    Mas o melhor foi a mulher do Avast... será que tem como desativar a opção dela ficar falando que o antivírus está atualizado?!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  17. Cara, como vc é chata!

    Nossinhora, TUDO te irrita. Bom, pelo menos a metade aí do que vc citou, me irrita também. Mas só um tico. Bem pouquinho.

    Jaya, acho que vc me odeia! :O

    E agora?? Minha ídola me odeia!!

    Mesmo assim eu te mando um monte de beijo. :)

    ResponderExcluir
  18. Olá lindona

    Olha nem sabia que tanta coisa me irritava tanto também, mas eu nunca parei pra pensar em enumerar elas, se não acho que a lista ia ficar bem pior rsss.


    Beijos e sorrisos pra vc nem um pouco irritados.

    ResponderExcluir
  19. Avemaria, que menina chata!

    Vim pra dizer que a não menos chata que vos fala está com saudade.

    Amiiiiiiiiiiigaaaaaaaaaaaaaa, vamos comer maçã do amor?


    :*

    ResponderExcluir
  20. Cheguei ao fim da lista e não consegui lembrar de nenhum item que você tenha citado e que eu não tenha concordado. Muito bem dito!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Me encontrei em vários itens, principalmente quando você fala dos textos que não são justificados ao serem formatados, achei que fosse a única! Hahah

    São ainda melhores de saborear esses posts onde você fala de você mesma. :)

    Um beijo, moça!

    ResponderExcluir
  22. Porra, Jaya, Vim aqui ler isso umas vinte vezes, dá vontade de curtir várias vezes. hahahahahaha
    Também me irrito com muita coisa aí, outras dessas eu até faço, vou te pirraçar qualquer hoa dessas.

    Deixe de ser bonita assim. :)

    ResponderExcluir
  23. rsrsrs...transparente e do avesso, fechando ainda com toda criatividade. Adorei ler Jaya! Sempre bom vir aqui!

    ResponderExcluir
  24. Poxa, Jaya.. fiquei triste ao descobrir que faço metade das coisas que te irritam...
    Mas se tudo der certo, Jaya, eu consigo cumprir a outra metade!
    hehehe
    beijo
    Tenho saudade (e não vou mover uma palha para mudar a situação)

    :*




    PS: Gostei de vc ter usado a expressão "tormento musical"

    ResponderExcluir
  25. Ei!

    E as novidades?

    Velho, eu sempre te pergunto isso! HAHAHAHAHAHAAH To chorando de rir aqui de tudo! Muito boa essa ideia!

    Quero aproveitar e agradecer seu recado, amoremeeeeeu! To com uma saudade filadaputa, mas minha internet tá daquele jeito que você sabe! Só funciona quando tá afim! Então não prometo aparecer, mas juro que vou tentar!

    Loveyou!

    ResponderExcluir
  26. Que lindo aqui *--*
    eu super adorei

    estou seguindo..
    retribui??

    beijos
    http://momentosdapathy.blogspot.com
    http://pathyoliver.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Jaya, você é TERRÍVEL! Nádegas mais a declarar... Beijos!

    PS: Dei um bocado de risada... rsrsrsrs! (ahuueuae!)

    ResponderExcluir
  28. Engraçado: Você me chamava de "flor", um dia desses te chamei... Tu nunca me irritou, mas será que eu te irritei?! Putz... Agora, estou confusa! ;O

    Auhauahuahuahauhauauah... (ops, desculpa!) Adorei "Irritando"!

    ResponderExcluir
  29. Deborahzita,

    Assim, várias pessoas me chamam de flor, meu bem, amiga etc. E eu não ligo. Até gosto. O que pega é a entonação e de quem é que está falando. Porque tem uma falsidade solta no mundo girando em torno dessas palavras, sabe?

    Eu chamo muitas amigas queridas de flor, inclusive você. E espero mesmo que isso não te irrite. HAHAAH A mim não irrita, tá? Relaxa.

    E é isso. Sou uma chata, mas não deixe de estar comigo.

    Beijone.

    ResponderExcluir
  30. Auahuahuauahauhauhaua... Pura verdade, Jaya!!! É claro que você não me irrita... E você não é chata, só é espontânea, verdadeira. Por isso, que gosto tanto de tu! Estou lendo o blog aos poucos, e adorando. Sério! Um livro não seria difícil, hum? Torço por você, sempre! ;*

    ResponderExcluir
  31. Eu me aproveito de bem mais de meia-dúzia de irritações que orbitam minha serenidade.

    ResponderExcluir